domingo, 16 de março de 2008

Com a Usura

Ezra Pound

Com a usura nenhum homem tem casa de pedra firme

de blocos bem talhadose bem lisos

para o desenho os recobrir na face,

com a usura

nenhum homem tem um paraíso pintado na sua igreja

harpes et luthes

nem sítio onde a Virgem receba a anunciação

e onde um feixe de luz jorre da ferida,

com a usura

nenhum homem vê Gonzaga os seus herdeiros e as suas concubinas

nenhum quadro é pintado para durar

ou viver com ele

é pintado mas é para vender,

para vender depressa

com a usura, pecado contra a natureza,

o teu pão é feito cada vez com piores farrapos

o teu pão é seco como o papel,

sem trigo da montanha, sem boa farinha

com a usura o traço torna-se grosseiro

com a usura não há fronteiras

e nenhum homem pode achar um lugar para a sua casa.

0 pedreiro fica longe da sua pedra o tecelão longe do seu ofício.

COM A USURA

a lã não chega aos mercados

os carneiros não ganham lã com a usura

A usura é uma peste, a usura torna romba a agulha nas mãos da virgem

e embaraça os gestos da fiadeira.

Pietro Lombardo não veio pelo caminho da usura.

Duccio não veio pela usura

Nem Pier della Francesca; Zuan Bellin` também não foi pela usura

nem foi com ela que pintaram «La Calumnia».

Não foi pela usura que veio Angelico; nem Ambrogio Praedis,

Nem veio a igreja talhada em pedra assinada: Adamo me fecit.

Não veio pela usura Santa Trófima

Não veio pela usura Santo Hilário,

A usura corrói o cinzel

Ela corrói a arte e o artesão

Ela enrodilha o fio no ofício

Ninguém aprende a bordar a ouro seguindo o modelo dela;

0 azul tem um cancro por causa da usura; o carmesim fica por bordar

A esmeralda não encontra Memling

A usura mata a criança ainda no ventre

Ela corta a carreira aos jovens

Ela leva à cama a paralisia, ela está deitada entre a jovem desposada e o seu esposo.

CONTRA NATURA

Levaram prostitutas a Eleusis

Ao banquete assentam-se cadáveres

A convite da usura.

Nenhum comentário:


Fernando Rodrigues Batista

Quem sou eu

Minha foto
Católico tradicionalista. Amo a Deus, Uno e Trino, que cria as coisas nomeando-as, ao Deus Verdadeiro de Deus verdadeiro, como definiu Nicéia. Amo o paradígma do amor cristão, expressado na união dos esposos, na fidelidade dos amigos, no cuidado dos filhos, na lealdade aos irmãos de ideais, no esplendor dos arquétipos, e na promessa dos discípulos. Amo a Pátria, bem que não se elege, senão que se herda e se impõe.
"O PODER QUE NÃO É CRISTÃO, É O MAL, É O DEMONIO, É A TEOCRACIA AO CONTRÁRIO" Louis Veuillot